Símbolo e lemas 

“ … Desde que começámos a pensar no símbolo para o triénio da nossa coordenação nacional, que Fátima esteve presente

  •   Em Fátima o Movimento realiza as ações de âmbito nacional

  •   Em 2015-2016 em Fátima: realização do Conselho Europeu de EM

  •   Em 2016-2017 em Fátima: celebração do Centenário das Aparições

Por isso a pedra é da região de Fátima Aproximando-vos dele, pedra viva, rejeitada pelos homens, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus, também vós - como pedras vivas - entrais na construção de um edifício espiritual, em função de um sacerdócio santo, cujo fim é oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus, por Jesus Cristo. Por isso se diz na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, escolhida, preciosa; quem crer nela não será confundido…”. (1Ped 2, 4-6)

Este trecho, da Primeira Carta de S. Pedro, ajuda-nos a aprofundar a razão e o sentido que nos levou a escolher a pedra como símbolo da nossa coordenação.

No símbolo quisemos representar os très pilares de EM, associando-os aos três anos da Coordenação.

  • No primeiro ano, o FDS e as Equipas, com a implementação do novo Guião, para o que os Casais e Sacerdotes Equipa serão fundamentais. O FDS é o caminho que todos têm de fazer, tema a tema, para pertencer a EM.

    Daí o lema para 2014-2015:  “Fazer caminho pedra a pedra”.

  • No segundo ano, a renovação da estrutura organizacional, com novas coordenações em todas as Regiões e Comunidades, e o discernimento para as coordenações de Zona. A estrutura é a pedra angular que serve de base à construção, que a sustenta e dá rumo e firmeza à comunidade que nela confia. A estrutura acompanha-nos na caminhada, guia os nossos passos. Então o lema do 2º ano:"Construir Comunidade pela proximidade"

  • No terceiro ano, a comunidade e a sua participação nas acções comunitárias. A comunidade são as pedras vivas na construção de EM, somos todos nós que, na caminhada que vamos fazendo, construímos a comunidade.Assim o lema do 3º ano: "Ser pedra viva da Comunidade"

Todos os que viveram um FDS, ao formarem uma comunidade alicerçada nos carismas de EM, tornam-se pedras vivas de uma construção espiritual. Todos nós, que pertencemos a esta comunidade, somos pedras vivas desta comunidade cuja construção é nossa.

Por isso, o nosso lema para os três anos: " Juntos construímos".

Cristina + Zé, com Pe. Orlandino